RD Foco
Rádio Seven Online
Via Tec telecom

Osmar Terra diz que terá carta branca para questões sociais

Futuro ministro da Cidadania e Ação Social destacou atendimento à primeira infância como forma de diminuir a desigualdade

29/11/2018 17h23
Por: Josoel Silvestre
Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba
Novo ministro da Cidadania e Ação Social destacou atendimento à primeira infância como forma de diminuir a desigualdade | Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil
Novo ministro da Cidadania e Ação Social destacou atendimento à primeira infância como forma de diminuir a desigualdade | Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O novo governo não deverá retroceder em questões sociais. Ao menos é o que garante Osmar Terra, futuro ministro de Cidadania e Ação Social. Em entrevista ao programa Esfera Pública, da Rádio Guaíba, nesta quinta-feira, o deputado federal disse que teve uma conversa com Jair Bolsonaro e que o presidente eleito faz questão de manter e valorizar ainda mais o Bolsa Família, por exemplo e que recebeu carta branca para trabalhar questões relacionadas com o social, principalmente com a primeira infância.

"Na minha trajetória trabalhei e sempre dei atenção para esta fase da vida (primeira infância), trabalhar com famílias mais pobres, acompanhar e dar suporte nesta fase muda toda a história destas pessoas. Não tenho dúvida de que é uma maneira eficaz de diminuir a desigualdade social e terei total liberdade para desenvolver programas para atender estas famílias."

 

Ainda sobre o Bolsa Família, o novo ministro destacou que Bolsonaro pretende vincular o programa com ações para o primeiro emprego, especialmente de jovens.

 

Osmar Terra sabe da complexidade que envolve o seu ministério, afinal engloba Cultura, Esporte e ações sociais. "É um tremendo desafio montar uma equipe que conheça cada área. Vou buscar um corpo técnico qualificado."  Para ele, o Brasil precisa atuar forte em questões que possam envolver os três pilares do ministério. "Vou propor ações usando muito o esporte e a cultura, em especial para a juventude, no que diz respeito ao combate ao uso de drogas."

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.