Rádio 7 Online

BM apreende mais de R$ 115 mil, armas e munição com quadrilha que atacou bancos no norte do RS

Um refém e seis criminosos morreram durante a fuga; polícia segue com cerco na localidade de Pio X, em Ibiraiaras

04/12/2018 10h15Atualizado há 6 meses
Por: Josoel Silvestre
Fonte: Gaúcha ZH
Foram apreendidas cerca de dez armas, entre metralhadoras, revólveres e pistolas - Brigada Militar / Divulgação
Foram apreendidas cerca de dez armas, entre metralhadoras, revólveres e pistolas - Brigada Militar / Divulgação
A Brigada Militar apreendeu mais de R$ 115 mil com a quadrilha que assaltou duas agências bancárias na tarde de segunda-feira (3), em Ibiraiaras, no norte do Rio Grande do Sul. São notas de R$ 100, R$ 50, R$ 20, R$ 10 e R$ 2. Mas a contagem ainda não terminou. Ainda falta somar a grande quantidade de moedas encontradas em bolsas usadas pelos criminosos.  

Já era madrugada de quarta-feira (4) quando a reportagem de GaúchaZH presenciou policiais civis analisando o material apreendido com os criminosos. Tudo foi reunido em uma sala da Delegacia de Pronto Atendimento de Lagoa Vermelha, que ficará responsável pela investigação. Policiais da Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) já estão na cidade e vão trabalhar no caso. 

Além do dinheiro, foram apreendidas cerca de dez armas, entre metralhadoras, revólveres e pistolas, munição, coletes à prova de balas e celulares.

Um refém foi morto durante a fuga. O gerente adjunto de uma das agências foi baleado e não resistiu aos ferimentos. Ainda não se sabe de onde partiu o tiro fatal, se dos PMs ou dos criminosos. Dois assaltantes seguem foragidos, segundo a BM. Um terminou preso. Durante a madrugada ele foi ouvido pelos policiais. Seis criminosos foram mortos durante troca de tiros.

A BM segue com cerco na localidade de Pio X, em Ibiraiaras. O objetivo é evitar que eles deixem a área para, quando amanhecer, retomarem o ingresso na mata e tentar prendê-los.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.