Via Tec telecom
Rádio Seven Online
RD Foco
MUNDIAL DE CLUBES

River Plate é eliminado pelo Al-Ain na semifinal do Mundial de Clubes

Time argentino acabou derrotado nos pênaltis

18/12/2018 17h35
Por: Josoel Silvestre
Fonte: Correio do Povo
Brasileiro Caio marcou um dos gols do Al-Ain no tempo normal | Foto: Giuseppe Cacace / AFP
Brasileiro Caio marcou um dos gols do Al-Ain no tempo normal | Foto: Giuseppe Cacace / AFP

O Mundial de Clubes viveu mais um dia de zebra nesta terça-feira. Campeão da Libertadores, o River Plate foi surpreendido e eliminado pelo Al-Ain, dos Emirados Árabes, nos pênaltis por 5 a 4 na semifinal. No tempo normal, os dois times empataram por 2 a 2. Borré marcou os dois gols argentinos enquanto Berg e o brasileiro Caio anotaram para a equipe da casa. 

Os nove primeiros pênaltis foram convertidos na decisão. Coube a Enzo Pérez fazer a última cobrança do River, mas o volante parou em defesa de Eisa, que se tornou o herói da história classificação do Al-Ain para a final.

O Al-Ain agora espera pelo vencedor do confronto entre Real Madrid e Kashima Antlers, que se enfrentam nesta quarta-feira, às 14h30min (de Brasília), na outra semifinal.

O jogo

O jogo começou com uma surpresa. Logo aos 3 minutos, Berg aproveitou uma falha da defesa e do goleiro Armani no primeiro pau e apareceu livre para só empurrar a bola para o fundo das redes, 1 a 0.

A reação do River Plate, porém, foi rápida. Em cinco minutos, o time argentino virou o placar. Aos 11 e aos 16, Santos Borré, desfalque na final da Libertadores contra o Boca Juniors por suspensão, marcou duas vezes e colocou os "Millonarios" em vantagem.

O Al-Ain chegou a empatar a partida nos minutos finais do primeiro tempo, mas o gol acabou anulado por impedimento após uso do VAR. O empate, porém, veio na segunda etapa e com um brasileiro. O paulista Caio recebeu pelo lado esquerdo, deu o corte em Maidana e chutou para vencer Armani e 2 a 2.

O River teve uma grande chance para vencer no tempo normal após pênalti sofrido por Casco. Pity Martínez, no entanto, bateu no travessão. O 2 a 2 persistiu nos 30 minutos da prorrogação e a decisão foi para os pênaltis.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.