Rádio 7 Online
CASO POTRICH

Caso Potrich: acusado de matar gerente de banco de Anta Gorda é preso em Encantado

Para a polícia, o homicídio foi duplamente qualificado, por ter sido cometido por motivo fútil e sem chances de defesa à vítima.

25/04/2019 17h39Atualizado há 4 semanas
Por: Gilmar Machado
Fonte: Rádio Uirapuru
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Polícia Civil entregou ontem (24) à Comarca de Encantado o inquérito que investiga a morte do bancário Jacir Potrich, de 55 anos, em Anta Gorda.

O vizinho e até então amigo da vítima, um dentista, que já é réu no caso, foi indiciado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Após decisão registrada em cartório pela juíza Jacqueline Bervian, do Fórum de Encantado, na tarde desta quinta-feira (25), o suspeito de ter assassinado e ocultado o cadáver do bancário Jacir Potrich, do Sicredi de Anta Gorda, se entregou no Fórum de Encantado.

Segundo informações, a Polícia Civil chegou a ir na casa do suspeito, mas não o encontrou. Tempos depois ele acabou se entregando.

No pedido de prisão preventiva, novos fatos foram apresentados pelo promotor André Prediger. Para a polícia, o homicídio foi duplamente qualificado, por ter sido cometido por motivo fútil e sem chances de defesa à vítima.

O Ministério Público apresentou, antes do inquérito, uma denúncia contra o acusado. Eles tinham uma própria linha de investigação que bateu depois com toda a investigação da Polícia Civil.

De acordo com o promotor André Prediger, autor da denúncia, a investigação mostrou que Potrich foi asfixiado pelo dentista em menos de um minuto e o corpo foi destruído depois, com o uso de ácidos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.