RD Online

WhatsApp

55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413

METALÚRGICA PORTELA
Zany Decorações e Presentes
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
Nacional Gás Redentora
Lavacar e Borracharia do Juarez
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
Raynet Telecomunicações
CENTER MÓVEIS REDENTORA
Gugui Confecções
TELE ENTREGA DE GÁS DO JAIRO
Macali Brasil
Via Tec telecom
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Lava Car do Éder
Marcos Higienização e serviços em geral
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
POLO UNOPAR REDENTORA
Banner Site
JP Celulares Redentora
Anúncio Rádio RD Online

Marinha do Brasil realiza Operação no porto da barca em Itapiranga e Barra do Guarita

11/06/2019 19h44
Por: Josoel Silvestre
Fonte: Portal Oeste Mania
Foto: Oeste Mania/Divulgação
Foto: Oeste Mania/Divulgação

A Marinha do Brasil realizou na semana passada de segunda à sexta-feira, de 03 à 07 de junho, a Operação Ágata Sul 2019, nas fronteiras terrestres, marítimas e lacustres dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A operação contabilizou 90 abordagens; 22 notificações; dois apresamentos e uma apreensão numa área equivalente a 630 quilômetros de extensão.

Nos portos de Itapiranga e Barra do Guarita foi realizada a operação nos respectivos dias, com acompanhamento e fiscalização das embarcações e pedestres. Conforme as informações, houve a apreensão de uma das lanchas que faz a travessia de trabalhadores para os frigoríficos de Itapiranga, por não ter a documentação necessária e obrigatória em dia. Somente poderá voltar a operar após a legalização da mesma.

As duas balsas estão aptas a navegar no Rio Uruguai e Rio Guarita, sempre com a manutenção necessária para a segurança dos usuários e operadores.

Neste ano a ação contou com o envolvimento direto de aproximadamente 200 militares, dentre eles, membros do Estado-Maior do Com5ºDN, dos Fuzileiros Navais e das demais Organizações Militares subordinadas. Participaram, também, da operação, agentes das Polícias Federal, Rodoviária Federal e Militar, Brigada Militar, Polícia Civil e IBAMA.

Foram empregados na operação o navio-patrulha “Benevente”; duas aeronaves do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Sul e 10 embarcações.

Durante a mobilização, os militares realizaram ações de Inspeção Naval, patrulha naval e patrulhamento contra os principais crimes transfronteiriços, como narcotráfico, contrabando e descaminho, tráfico de armas e munições, crimes ambientais, contrabando de veículos, imigração e garimpo ilegais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.