JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Via Tec telecom
AGENDA DE EVENTOS VIGNE E OLIVEIRA
Rádio Seven Online

Gaúcho usava granada capaz de destruir blindados para apoiar porta de galinheiro

Artefato serviu durante 4 anos para segurar a porta

12/06/2019 10h59
Por: Josoel Silvestre
Fonte: Notisul
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Cléber Valmir Flores, fazendeiro de Alegrete, havia encontrado a peça em sua propriedade há mais de dez anos e não sabia o que era o artefato. “Tinha que colocar alguma coisa para escorar, aí botei aquela que era pesada“, contou. A peça, capaz de destruir blindados, foi transportada por Cléber em seu próprio carro. Seu cunhado Amilton Araújo Silva, que já tinha servido ao Exército, foi quem desconfiou da peça e chamou os militares.

“Eu já tinha servido ao Exército. Procurei tirar ela, colocar num lugar mais seguro e procurar o Exército, pra consumir com ela. Porque algum dia poderia acontecer algum problema”, disse Amilton. Pesando cerca de 5 kg, a granada foi destruída no começo de maio pelo Exército. Segundo os especialistas, o artefato era usado como munição de tanques de guerra. “É uma granada provavelmente de artilharia e ela estava muito oxidada, sem as inscrições visíveis do lote ou do ano de fabricação”, explicou Luis Sérgio da Costa Souto, comandante do 10º Batalhão Logístico de Alegrete.

O que mais deixou os militares intrigados é que a área em que a granada foi encontrada nunca foi um campo de treinamento militar nem fica próxima de um. Por segurança, o Exército utilizou detectores de metal na propriedade em busca de outros explosivos.

“Em hipótese nenhuma tocar, mover ou transportar essa granada. Os peritos são responsáveis, capacitados a operar, a mexer, a trabalhar com esse tipo de artefato explosivo com segurança. Qualquer mexida, qualquer movimentação dessa granada, pode ocasionar um acidente fatal”, esclarece Souto.

  • Gaúcho usava granada capaz de destruir blindados para apoiar porta de galinheiro
  • Gaúcho usava granada capaz de destruir blindados para apoiar porta de galinheiro
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.