RD Online
CENTER MÓVEIS REDENTORA
JP Celulares Redentora
METALÚRGICA PORTELA
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
Lavacar e Borracharia do Juarez
TELE ENTREGA DE GÁS DO JAIRO
Marcos Higienização e serviços em geral
Destak Cursos Profissionalizantes
Anúncio Rádio RD Online
Macali Brasil
Gugui Confecções
Lava Car do Éder
Nacional Gás Redentora
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Via Tec telecom
Banner Site
Raynet Telecomunicações
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
ZANY DECORAÇÕES
POLO UNOPAR REDENTORA
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR

Começa operação para recuperar R$ 312 milhões em IPVA não pago no ano

Proprietários em situação irregular correm risco de serem flagrados em blitz da Receita Estadual em diferentes regiões do Estado

12/06/2019 11h06
Por: Josoel Silvestre
Fonte: SECOM/RS
Foto: Receita Estadual / Divulgação
Foto: Receita Estadual / Divulgação

A Receita Estadual dá a largada, nesta semana, na campanha contra a inadimplência do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Porto Alegre e outras cidades do interior terão barreiras simultâneas para recuperar R$ 312 milhões que deixaram de ingressar nos cofres públicos até o momento, o que representa inadimplência financeira de 11,04%.

De uma frota de 3,6 milhões de veículos no estado que deveriam pagar o imposto neste ano, 580 mil (16,05%) seguem circulando pelas ruas com o IPVA atrasado. No fechamento do calendário do IPVA 2019, em abril, a frota inadimplente estava em 25% (inadimplência financeira era de 20%).

Em 2019, a arrecadação prevista com o IPVA é de R$ 2,8 bilhões. Metade desse valor é repassada de maneira automática para as prefeituras conforme o município de emplacamento. As cidades com os maiores índices de inadimplência são, pela ordem, Quaraí (19,87%), Chuí (19,79%), Rio Grande (18,79%), Capão da Canoa (18,61%) e Santa Vitória do Palmar (18,33%).

Juros e multas

O contribuinte que não pagou o tributo em dia, além de ter perdido os descontos de Bom Motorista (de até 15%) e Bom Cidadão (de até 5%), terá multa de 0,334% ao dia sobre o valor do imposto não pago, até o limite de 20%.

Depois de 60 dias em atraso, o débito sofrerá acréscimo de mais 5% e será inscrito em dívida ativa, com o contribuinte correndo o risco de ter seu nome lançado no Serasa, sofrer protesto no cartório da sua cidade e processo de cobrança judicial.

Além dessas consequências, o proprietário que for flagrado nas barreiras com o IPVA atrasado terá custos que poderão ir além de colocar em dia o imposto. Como o IPVA é um dos requisitos para renovar o Certificado de Registro e de Licenciamento de Veículo (CRLV), transitar sem este documento em ordem significa infração gravíssima (art. 230, V, do Código de Trânsito Brasileiro), com risco de multa e pontos no prontuário da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além dos custos do serviço de guincho e depósito do Detran.

Os prazos para renovação da CRLV, entretanto, são diferentes do IPVA e variam conforme a placa: 30 de abril para finais 1, 2 e 3; 31 de maio para finais 4, 5 e 6; 30 de junho para finais 7 e 8; e 31 de julho para finais 9 e 0

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.