JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Rádio Seven Online
AGENDA DE EVENTOS VIGNE E OLIVEIRA
Via Tec telecom

Bolsonaro afirma que vai demitir presidente dos Correios por agir como 'sindicalista'

Segundo o presidente, exoneração do general Juarez Aparecido de Paula Cunha deve ocorrer nos próximos dias

14/06/2019 15h05
Por: Gilmar Machado
Fonte: Gaúcha ZH
Presidente participou de café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto Foto: Marcos Corrêa / PR
Presidente participou de café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto Foto: Marcos Corrêa / PR

O presidente dos Correios, general Juarez Aparecido de Paula Cunha, teve a demissão antecipada pelo presidente Jair Bolsonaro em um café com jornalistas, no Palácio do Planalto, na manhã desta sexta-feira (14). O motivo seria o comportamento "sindicalista" do militar que, recentemente, participou de audiência pública realizada no Congresso.

Na ocasião, Cunha mencionou que a empresa não seria privatizada, apesar de a venda irrestrita de estatais ser uma das principais bandeiras da equipe econômica do governo, comandada pelo ministro Paulo Guedes. Em entrevista à Veja, há duas semanas, Bolsonaro afirmou ter dado "sinal verde" para a privatização.

Bolsonaro disse que a exoneração deve ocorrer nos próximos dias. O nome do substituto ainda está em estudo pelo Executivo.

Ao demonstrar que gostaria de manter o general Santos Cruz, demitido nesta quinta-feira (13) do comando da Secretaria de Governo, o presidente foi questionado se a escolha poderia recair sobre ele. Bolsonaro afirmou que é uma hipótese, mas dependeria da aceitação do militar.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.