RD Online
AGENDA DE EVENTOS VIGNE E OLIVEIRA
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
FESTA DO PORCO NO ROLETE
Via Tec telecom
Macali Brasil
BAILE ANIVERSÁRIO FALEIRO 2
CASA DOS LANCHES
Banner Site
Gugui Confecções

Fuga em massa no presídio de Passo Fundo: 15 presos foram recapturados e um foi morto

Maior fuga da história de Passo Fundo completou seis meses nesta semana; investigações continuam

20/07/2019 10h53
Por: Ryan Silvestre
Fonte: Diário da Manhã
Foto: Divulgação Susepe
Foto: Divulgação Susepe

A fuga de 17 detentos do Presídio Regional de Passo Fundo (PRPF) completou seis meses nesta semana. Naquele sábado, dia 12 de janeiro, durante a madrugada, uma GM/S10 foi utilizada para derrubar um portão da unidade prisional localizada no bairro São Luiz Gonzaga.

Nesse período, ações policiais foram feitas e 15 dos foragidos foram recapturados e um foi morto em confronto com a polícia. Tiago Cardoso Lopes é o único que segue foragido. Ele tem antecedentes por homicídios, assaltos e formação de quadrilha. Ele tem uma pena de 49 anos, oito meses e 10 dias de prisão para cumprir. Com a fuga, duas investigações foram abertas para apurar as causas e a autoria do caso.

Tiago Cardoso Lopes segue foragido

A Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), responsável pelos presídios do Rio Grande do Sul, abriu uma sindicância, algo padrão nessas situações. Um inquérito foi instaurado pela Delegacia de Polícia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil de Passo Fundo.

A Susepe, nesse período, mudou a direção do PRPF e deslocou uma força-tarefa para apurar o caso. A troca não teria ligação com a fuga, mas seria um procedimento interno normal quando da chegada de um novo chefe na Susepe, conforme informou a assessoria do órgão na época.

Além disso, ocorre também uma investigação sobre supostos casos de corrupção que envolveriam agentes penitenciários da unidade prisional.

Nesta semana, a reportagem conversou com os dois responsáveis pelas investigações da maior fuga registrada no presídio de Passo Fundo.

O que diz a Polícia Civil

Conforme o delegado Diogo Ferreira, titular da Draco, as investigações seguem, mas que, neste momento, não pode divulgar mais detalhes sobre o caso. “É um caso bem complexo, envolve dezenas de investigados. Algumas diligências não dependem apenas da Polícia Civil. Estamos aguardando perícias, que são demoradas”, disse. O delegado não estipula um prazo para o fim da investigação.

Susepe: sem prazo para fim da sindicância

A Susepe, através de sua assessoria, informou que a sindicância continua. “A investigação está sob responsabilidade do secretário de Administração Penitenciária, Cesar Luis de Araújo Faccioli, que está à frente da Secretaria da Administração Penitenciária (Seapen). Estamos trabalhando para apurar os fatos, mas não temos um prazo para o fim da sindicância”, disse.

MP: inquérito tem bom andamento

O promotor Marcelo Pires afirma que as investigações continuam. “O inquérito tem um bom andamento, estão sendo feitas várias diligências. Como envolve uma investigação para apurar se houve envolvimento de agente público, ela é mais complexa. Esses seis meses, eu entendo, é um tempo razoável”, afirmou.

Pires explica que, além da complexidade, muitas das diligências necessitam de autorização judicial. O número de pessoas investigadas também é outro fator que faz com que a investigação não seja simples de ser feita.

Mas, para o promotor, a fuga serviu como um alerta para o Estado tomar algumas decisões, como a modificação da entrada do portão do presídio, a modificação do trânsito, colocação de barreira na rua da entrada da unidade prisional.

Fugitivos e locais de captura

Cléderson dos Santos Ramos – (15/1), em Passo Fundo

Gilson da Silva Anes – (18/1), em Passo Fundo

Gabriel dos Santos Della Méa – (19/1), em Erval Seco

João Vitor Lenhardt Miri – (19/1), em Erval Seco

André Tiago Teixeira – (19/1), entre Boa Vista e Seberi

Vilmar Jorge da Silveira – (19/1), entre Boa Vista e Seberi

Rafael Lopes dos Santos – (19/1), entre Boa Vista e Seberi

Maurício da Silva dos Santos – (19/1), entre Boa Vista e Seberi

César Morais Silva – (20/01), em Seberi

Anderson Luis Fernandes – (26/1), em Erechim

Alex Britto Sereta – (08/2), em Itapema (SC)

Vinícius Luan Silva – (08/2), em Itapema (SC)

Eliseu Benites – (12/2), em Passo Fundo

Raimundo Natalício dos Santos – (9/3), em Passo Fundo

Leandro Dutra – (18/4), em Torres

Mateus Mariano – (10/7), morto em confronto com a BM em Carazinho

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.