RD Online

WhatsApp

55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413

Anúncio Rádio RD Online
Nacional Gás Redentora
Macali Brasil
Cervejaria da Praça
Marina Móveis Redentora
Marcos Higienização e serviços em geral
UNOPAR VESTIBULAR
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
TELE ENTREGA DE GÁS E BEBIDAS DO JAIRO
Gugui Confecções
Raynet Telecomunicações
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
UNOPAR INFE
Banner Site
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
CENTER MÓVEIS REDENTORA
ZANY DECORAÇÕES
METALÚRGICA PORTELA
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
JP Celulares Redentora
Via Tec telecom
Lavacar e Borracharia do Juarez

Alexandre Nardoni deixa presídio na saída do Dia dos Pais

Ele foi condenado pela morte da filha Isabella Nardoni em 2008

08/08/2019 12h45Atualizado há 4 meses
Por: Josoel Silvestre
Fonte: Portal Leouve
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Alexandre Nardoni, condenado pela morte da filha Isabella, deixou a P2 de Tremembé (SP) na manhã desta quinta-feira (8) para a saída temporária de Dia dos Pais. Essa é a primeira vez que Alexandre é beneficiado com a saída. Ele está no regime semiaberto desde o fim de abril.

Nardoni deixou a unidade em uma caminhonete branca por volta das 8h desta quinta-feira. Ele entrou no veículo ainda no interior do presídio, enquanto o restante dos presos saíram a pé. A Mitsubishi L200 Triton está registrada no nome da empresa da família Nardoni.

Os presos liberados para a saída do dia dos pais devem retornar até a próxima quarta-feira (14) às 17h.

Condenação

Alexandre Nardoni foi condenado a 30 anos de prisão pela morte da filha Isabella Nardoni. Ele está preso na P2 de Tremembé desde 2008. Por ter um bom comportamento na prisão, ele foi transferido para o regime semiaberto em abril deste ano.

A esposa de Nardoni, Anna Carolina Jatobá, também condenada pelo crime, está no semiaberto desde 2017. Ela deixou a Penitenciária feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier em Tremembé (SP), nesta quinta-feira, às 8h. Ela deixou o local em um carro de luxo, acompanhada da sua advogada.

Ambos negam até hoje terem cometido o crime. Isabella morreu em março de 2008 após cair da janela do apartamento do pai, em São Paulo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.