RD Online
Via Tec telecom
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
METALÚRGICA PORTELA
Nacional Gás Redentora
Cervejaria da Praça
POLO UNOPAR REDENTORA
Banner Site
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
Raynet Telecomunicações
TELE ENTREGA DE GÁS E BEBIDAS DO JAIRO
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
Lavacar e Borracharia do Juarez
JP Celulares Redentora
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
UNOPAR VESTIBULAR
Anúncio Rádio RD Online
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
Marcos Higienização e serviços em geral
Macali Brasil
Gugui Confecções
Marina Móveis Redentora
CENTER MÓVEIS REDENTORA
ZANY DECORAÇÕES

Polícia Civil estoura cativeiro, resgata mulher sequestrada e criminoso morre no confronto no RS

Ação ocorreu nessa noite de terça-feira em Taquara

14/08/2019 10h24
Por: Josoel Silvestre
Fonte: Correio do Povo
Agente amparou a mulher mantida refém pelos criminosos na zona rural do município | Foto: Polícia Civil / Divulgação
Agente amparou a mulher mantida refém pelos criminosos na zona rural do município | Foto: Polícia Civil / Divulgação

A Polícia Civil estourou um cativeiro e libertou uma mulher que estava em poder de sequestradores em Taquara. A libertação da vítima, cuja identidade está sendo preservada, efetuada pela 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos do Deic, ocorreu na noite dessa terça-feira na localidade de Santa Cruz da Concórdia, na zona rural do município.

A chegada dos agentes ocorreu um confronto que resultou em um criminoso morto. Uma pistola com carregador com capacidade para 30 tiros foi apreendida. A ação teve amparo judicial. O cativeiro foi isolado para o trabalho do Instituto-Geral de Perícias. A vítima foi sequestrada na manhã dessa segunda-feira na área urbana de Taquara. Depois, foi exigido da família dela um pagamento de resgate no valor de R$ 100 mil em dinheiro. A quantia, no entanto, não foi paga aos criminosos. As investigações dos policiais civis sobre a extorsão mediante sequestro obtiveram êxito em localizar onde ficava o cativeiro. 

Enrolada em um coberto, a vítima foi resgatada ilesa, e foi amparada por uma agente feminina até prestar depoimento e ser entregue à família. O titular da 1ª DP de Repressão a Roubos do Deic, delegado João Paulo de Abreu, disse que a mulher passa bem apesar do "visível abalo psicológico".

Após o confronto, o indivíduo baleado na troca de tiros chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos graves ferimentos. Um segundo sequestrador já havia sido detido durante a tarde no bairro Empresa, na área urbana da cidade. Ele pode ser condenado a pena de 12 a 20 anos de reclusão por crime de extorsão mediante sequestro. "As investigações prosseguem com a finalidade de identificar e responsabilizar os demais envolvidos", adiantou o delegado João Paulo de Abreu. A titular da DP de Taquara, delegada Rosane de Oliveira, lembrou que os agentes trabalharam "de forma ininterrupta" logo após o sumiço da vítima pelos criminosos. "Houve a representação por medidas cautelares de prisão temporária", lembrou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.