RD Online
Marcos Higienização e serviços em geral
Lavacar e Borracharia do Juarez
Via Tec telecom
Macali Brasil
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
TELE ENTREGA DE GÁS E BEBIDAS DO JAIRO
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
UNOPAR VESTIBULAR
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
JP Celulares Redentora
Marina Móveis Redentora
METALÚRGICA PORTELA
POLO UNOPAR REDENTORA
Anúncio Rádio RD Online
Banner Site
Gugui Confecções
CENTER MÓVEIS REDENTORA
ZANY DECORAÇÕES
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
Raynet Telecomunicações
Nacional Gás Redentora
Cervejaria da Praça
SOLEDADE

MP denuncia homem responsável por execução filmada em saída de casa noturna em Soledade

Crime ocorrido no dia 20 de junho, em Soledade.

14/08/2019 10h46Atualizado há 4 meses
Por: Gilmar Machado
Fonte: MP-RS
Foto:MP/Divulgação/Imagens das câmeras de vigilância
Foto:MP/Divulgação/Imagens das câmeras de vigilância

O Ministério Público apresentou, nesta terça-feira, 13, denúncia contra João Henrique Riva da Silva pelo homicídio triplamente qualificado de Rodrigo Luís Cardoso, ocorrido no dia 20 de junho, em Soledade.

Conforme a denúncia, assinada pelo promotor de Justiça Bill Jerônimo Scherer, o crime foi praticado por motivo fútil, tendo em vista que o denunciado matou a vítima devido à mera discussão ocorrida momentos antes entre seu grupo e a vítima; mediante dissimulação, pois o denunciado atraiu a vítima para perto de si e, quando esta se aproximou, efetuou disparo de arma de fogo em sua cabeça; e por recurso que dificultou a defesa de Rodrigo Cardoso, já que o primeiro disparo foi efetuado quando ele estava virado para o lado oposto ao do denunciado e os demais disparos foram efetuados quando já caído, sendo alvejado na cabeça. João Henrique Riva da Silva está, atualmente, preso no Presídio Estadual de Soledade.

O CRIME

Na madrugada do dia 20 de junho de 2019, pouco depois das 3h, do lado de fora de uma casa noturna, iniciou-se uma breve discussão entre João Henrique, conhecido como Toié, e a vítima, envolvendo amigos de ambos os lados. Depois disso, Rodrigo e o amigo voltaram em direção à boate, enquanto que o denunciado e seu grupo deixaram o local. Toié voltou em seguida, já em um veículo, desembarcou do carro e se dirigiu até a frente do estabelecimento.

Pouco depois, ao sair da boate, a vítima foi atraída por Toié até o asfalto. As imagens das câmeras de vigilância mostram que, após rápida troca de palavras, aproveitando-se que a vítima havia virado de lado, Toié desferiu um tiro na cabeça de Rodrigo, a curta distância. Em seguida, com a vítima já caída, o denunciado atirou mais duas vezes, novamente na cabeça da vítima.

Logo em seguida, Toié deixou o local caminhando, acompanhado de parte de seus amigos.

Após ficar foragido e ter sua prisão decretada a pedido da Polícia Civil e do Ministério Público, Toié se entregou à Justiça.

Por MP-RS

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.