RD Online

WhatsApp

55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413

Lavacar e Borracharia do Juarez
POLO UNOPAR REDENTORA
Via Tec telecom
Zany Decorações e Presentes
Lava Car do Éder
Gugui Confecções
Macali Brasil
Marcos Higienização e serviços em geral
CASA DOS LANCHES
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
UNOPAR VESTIBULAR
Banner Site
Anúncio Rádio RD Online
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA

Sem avisar funcionários, fábrica do RS para de funcionar e tranca prédio com correntes

Empresa tem cerca de R$ 15 milhões em dívidas com 300 credores. Cerca de 40 funcionários estão desempregados após fechamento

03/10/2019 20h39
Por: Josoel Silvestre
Fonte: Gaúcha ZH
Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

Os quase 40 funcionários que trabalhavam atualmente na Brisa Embalagens encontraram a fábrica fechada na última segunda-feira (30) com cadeados e correntes. A indústria fica em Três Coroas, no Vale do Paranhana. A empresa, que fabricava sacolas, caixas, entre outras embalagens de papel, está em  recuperação judicial desde o ano passado. Na época, já estava com apenas 50 funcionários. Tem cerca e R$ 15 milhões em dívidas com 300 credores, aproximadamente.

Funcionários que trabalhavam na Brisa confirmaram as informações com o administrador judicial Augusto Von Saltiél, sócio do escritório Von Saltiél Administração Judicial. Ele contou que foi até o local e, após solicitar à Justiça um mandado de arrombamento, conseguiu entrar na fábrica. 

— Verificamos que nem todo o maquinário estava no local. Mas pudemos fechar a empresa e reforçar a segurança para evitar que fosse retirado mais do patrimônio. Os advogados de defesa dizem que também foram pegos de surpresa e não conseguimos contato com os sócios — conta o administrador nomeado pela Justiça para acompanhar o processo de recuperação judicial da Brisa Embalagens. 

Já que a empresa, provavelmente, não voltará a operar, foi solicitado que a Justiça transforme a recuperação judicial em falência. Isso ocorrendo, haverá uma tramitação que inclui o leilão de bens para pagar credores em ordem de prioridade determinada por lei.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.