RD Online

WhatsApp

55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413

C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
Marcos Higienização e serviços em geral
Via Tec telecom
Lavacar e Borracharia do Juarez
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
UNOPAR VESTIBULAR
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Zany Decorações e Presentes
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
Macali Brasil
Banner Site
Gugui Confecções
Lava Car do Éder
CASA DOS LANCHES
Anúncio Rádio RD Online
POLO UNOPAR REDENTORA

Bebê é levado ao hospital em estado grave após consumir crack deixado pelo pai no chão do banheiro

04/10/2019 11h27
Por: Josoel Silvestre
Fonte: Ronda Policial

Uma ocorrência de maus tratos a criança foi registrada na cidade de Abelardo Luz. O fato se deu no final da tarde da quinta-feira, 03, quando inicialmente as equipes do Saer e Sara foram acionadas para realizar uma transferência de urgência de menor para Chapecó.

No local a instabilidade e necessidade de intubação da criança fez com que ela tivesse que ser transferida por vias terrestres através de uma unidade do Samu de Xanxerê, que conduziu a menina de apenas 11 meses ao Hospital da Criança de Chapecó.

A Polícia Militar ao tomar conhecimento dos fatos também deslocou ao hospital e então constatou que a menor teria supostamente ingerido crack.

De acordo com a PM, a mãe relatou que seu companheiro é usuário de drogas e teria chegado em casa na noite da quarta-feira com dois papelotes metálicos, os quais ela acredita ser crack e foi ao banheiro da residência para fazer o uso do entorpecente. Na quinta-feira, 03, após ter dado banho na criança por volta do meio dia, a menina foi colocada ao chão, dentro do banheiro. Ela então teria gatinhado e apanhado algo do chão e levado a boca. A mulher acredita que possa ter sido a droga levada pelo marido para dentro de casa. No entanto a mulher afirma que a bebê logo teria cuspido o objeto. Horas mais tarda a menor começou a convulsionar sendo então levada com táxi ao hospital, onde recebeu os atendimentos até ser transferida para o Hospital da Criança de Chapecó, as 21h.

A mãe da menina recebeu voz de prisão e foi encaminhada à Delegacia para as devidas providências cabíveis. Já o pai não teria sido localizado. O caso passa a ser investigado pela Polícia Civil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.