RD Online

WhatsApp

55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413

POLO UNOPAR REDENTORA
Anúncio Rádio RD Online
Gugui Confecções
Macali Brasil
Lava Car do Éder
UNOPAR VESTIBULAR
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
Zany Decorações e Presentes
Marcos Higienização e serviços em geral
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
CASA DOS LANCHES
Banner Site
Lavacar e Borracharia do Juarez
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
Via Tec telecom
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA

Sogro mata o genro após filha mandar mensagem por WhatsApp pedindo socorro

09/10/2019 15h24
Por: Ryan Silvestre
Fonte: G1 Santos
Jovem e o pai, que matou o ex-genro em Praia Grande, SP — Foto: Reprodução/Facebook
Jovem e o pai, que matou o ex-genro em Praia Grande, SP — Foto: Reprodução/Facebook

Um homem de 36 anos foi morto a tiros pelo próprio sogro durante uma discussão em Praia Grande, no litoral de São Paulo. De acordo com a Polícia Civil, o representante comercial Edson Claro de Almeida, de 52 anos, matou Elton Gomes da Silva porque o rapaz havia agredido a filha dele e o ameaçou. Edson fugiu logo após o crime.

Segundo a filha do representante comercial, de 28 anos, ela e Elton estavam separados há cerca de dois anos, mas ele não se conformava com a situação. Segundo apurado pelo G1 nesta terça-feira (8), ao chegar em casa, no bairro Sítio do Campo, a jovem relatou que o ex-companheiro estava na frente de sua residência observando a movimentação na rua.

De acordo com os relatos dela, Elton a obrigou a entrar no imóvel e pegou uma faca, dizendo que iria matá-la. A vítima tentou acalmá-lo e falou que iria tomar banho, conseguindo enviar uma mensagem por WhatsApp ao pai relatando as ameaças.

Ao sair do banheiro, ela relatou ter sido agredida com murros na cabeça por Elton, que pegou o celular de sua mão e quebrou. Minutos depois, o pai da agredida teria chego ao local e o companheiro partiu para cima dele também, o ameaçando de morte.

Neste momento, Edson sacou da cintura uma arma e disparou na barriga do ex-genro, que caiu. O representante comercial efetuou outro disparo e fugiu na sequência em seu carro, segundo relatou a filha.

Elton chegou a ser socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu e morreu. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Praia Grande como homicídio, ameaça, violência doméstica e injúria. Peritos foram ao local e encontraram o celular danificado da vítima e um projétil de arma de fogo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.