RD Online
Banner Site
UNOPAR VESTIBULAR
Via Tec telecom
Anúncio Rádio RD Online
Macali Brasil
CASA DOS LANCHES
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
Zany Decorações e Presentes
Lavacar e Borracharia do Juarez
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
Lava Car do Éder
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
POLO UNOPAR REDENTORA
Gugui Confecções
Marcos Higienização e serviços em geral

Prefeito é amarrado em veículo e arrastado por moradores irados com gestão

09/10/2019 17h32
Por: Josoel Silvestre
Fonte: UOL Notícias
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Fazendeiros irritados no México sequestraram o prefeito de sua cidade e o amarraram em uma caminhonete por estarem insatisfeitos com a atual gestão, que não cumpriu o que prometeu na campanha eleitoral.

Protestantes armados com pedras e tacos arrastaram Jorge Luis Escandón Hernández com o veículo pelas ruas da cidade. O vídeo mostra ainda uma multidão de moradores revoltados correndo atrás do prefeito amarrado.

O caso aconteceu na cidade de Las Margaritas, a mais de 1.000 quilômetros de distância da capital Cidade do México. A polícia conseguiu libertar o político, que não sofreu ferimentos graves.

Este foi o segundo ataque feito por fazendeiros que reivindicam a Hernández mudanças em seu governo. Na outra ocasião, invadiram seu gabinete, mas não encontraram o político.

Ele tinha prometido reparar uma estrada local, facilitar o acesso a água potável e ainda trazer eletricidade para a comunidade de 500 pessoas — e por enquanto não fez nada.

Oito horas após ser arrastado, o prefeito apareceu na praça central de Las Margaritas para dizer que não se sentirá intimidado com as ameaças. Hernández afirmou ainda que vai prestar queixa para a polícia e apoiar as investigações.

Prefeitos e políticos mexicanos são alvos constantes de gangues de drogas locais quando se recusam a cooperar ou aceitar seus subornos, salientou o site Independent.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.