RD Online
Macali Brasil
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
CENTER MÓVEIS REDENTORA
Banner Site
JP Celulares Redentora
Marcos Higienização e serviços em geral
Gugui Confecções
Lava Car do Éder
TELE ENTREGA DE GÁS DO JAIRO
Zany Decorações e Presentes
Anúncio Rádio RD Online
METALÚRGICA PORTELA
Lavacar e Borracharia do Juarez
POLO UNOPAR REDENTORA
Via Tec telecom
Nacional Gás Redentora
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Raynet Telecomunicações

Casal viaja de carro e conhece as 497 cidades do RS em oito anos. Veja registros feitos em algumas cidade da região celeiro

Em Redentora, o casal passou em julho de 2018

21/10/2019 08h55
Por: Josoel Silvestre
Fonte: G1 RS
Marcos e Kátia Hoffmann conheceram as 497 cidades — Foto: Reprodução / RBS TV
Marcos e Kátia Hoffmann conheceram as 497 cidades — Foto: Reprodução / RBS TV

O casal Marcos e Kátia Hoffmann conhecia muitas cidades do estado, que visitavam nos fins de semana de folga há oito anos. Nos últimos dois, porém, eles se aposentaram e decidiram intensificar a jornada desbravando todos os 497 municípios do Rio Grande do Sul.

"O legal mesmo é a viagem. Quando tu chegas no destino, acabou a viagem. O trajeto é mais importante", comenta Marcos Hoffmann. "É o contrário do que a maioria das pessoas gostam. Nós curtimos a estrada, parar para conhecer cachoeiras, tomar café. O bom é estar na estrada.”

"Me emocionei muito no pico Montenegro, ponto mais alto do Rio Grande do Sul. Ficar ali relaxando, vendo a imensidão da natureza”, descreve Kátia Hoffmann.

“A gente convida sempre as pessoas a explorar mais, sair de casa e buscar esses cantinhos do Rio grande que parecem que não vale a pena ir, mas que valem sim. Cada cantinho tem sua peculiaridade. E está esperando que alguém chegue, olhe e curta um pouquinho também", diz Kátia Hoffmann.

Mas percorrer o Rio Grande do Sul exige coragem, eles apontam. Mais de 50 cidades não têm acesso asfaltado. É preciso encarar o chão batido.

"É complicado comer pó na estrada. Tem uma hora que fechamos os vidros, mas é um horror. E o pessoal corre muito nessas estradas de chão”, comenta Kátia.

Achar lugar para dormir e comer nas cidades menores também e um desafio.

"Eu sempre tenho meu kit necessidade. Muito líquido e um lanchinho extra, porque não se sabe quando vamos encontrar um lugar aberto”, diz Kátia.

A aventura terminou em 10 de outubro, quando eles conheceram Giruá. Todas as fotos estão em um blog. Marcos, na maioria delas, está atrás da câmera. Ele prefere as lembranças.

"Coisas históricas, coisas naturais, pessoas que moram há 100 anos no mesmo lugar contando histórias. Vale a pena conhecer, vale a pena se aventurar!"

Veja registros feitos na Região Celeiro!

Em Braga

Mais uma de Braga

Nossa Redentora

Redentora de novo

Em Dois Irmãos das Missões

Outra de Dois Irmãos das Missões

Erval Seco

Mais uma de Erval Seco

Miraguaí

Miraguaí novamente

Em Coronel Bicaco

Mais uma de Coronel Bicaco

E mais outra

O roteiro completo e fotos você pode encontrar em

https://viajandocommarcosh.com/

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.