RD Online
Via Tec telecom
Marina Móveis Redentora
Nacional Gás Redentora
METALÚRGICA PORTELA
Raynet Telecomunicações
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Lavacar e Borracharia do Juarez
Banner Site
Marcos Higienização e serviços em geral
Gugui Confecções
ZANY DECORAÇÕES
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
TELE ENTREGA DE GÁS E BEBIDAS DO JAIRO
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Anúncio Rádio RD Online
Macali Brasil
UNOPAR VESTIBULAR
UNOPAR INFE
Cervejaria da Praça
JP Celulares Redentora
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
CENTER MÓVEIS REDENTORA

Sete Povos das Missões recebem certificado como patrimônio cultural do Mercosul

Certificação reconhece conjunto de 30 reduções de Brasil, Argentina e Paraguai. Exposição com história do lugar ocorre, simultaneamente, em São Miguel e em Porto Alegre.

12/11/2019 11h33
Por: Josoel Silvestre
Fonte: G1 RS
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Os Sete Povos missioneiros receberam na tarde de segunda (11), em São Miguel das Missões, a certificação de patrimônio cultural do Mercosul. A certificação reconhece o conjunto de 30 reduções de Brasil, Argentina e Paraguai.

"Até então, aqui, no Rio Grande do Sul, somente a redução de São Miguel tinham um reconhecimento internacional, da Unesco, como patrimônio mundial, histórico e cultural da humanidade. Agora, por entender a importância dos demais povos, o Mercosul reuniu o conselho de cultura para reconhecer todas as reduções", afirma o ministro da Cidadania, Osmar Terra.

O processo para esse reconhecimento iniciou em 2015. A ideia, com isso, é dar mais visibilidade à historia e ao legado deixado pelos indígenas e jesuítas. E, também, aumentar o interesse turístico pela região.

"Estamos juntando três atividades em uma só. O reconhecimento cultural, o incremento no turismo e o desenvolvimento econômico, também, para o Noroeste do estado, que é muito importante. Talvez seja o maior passo que vai se dar na direção de acelerar o desenvolvimento econômico nos próximos 10 anos", prevê o ministro.

O Sítio Histórico de São Miguel Arcanjo foi tombado em 1938. Em fevereiro deste ano, foi autorizado o início das obras de requalificação urbanística do entorno do sítio. Entre as melhorias previstas, estão um novo pavimento de pedra, ciclovias com pavimento rígido, calçadas com pavimento em concreto e telas de aço, acessibilidade, trilhas, paisagismo e requalificação de três praças.

Já o Dossiê da Tava (lugar de referência para a memória e a identidade do povo Guarani) reúne os estudos que levaram este bem ao reconhecimento do Mercosul. O local sagrado, construído e habitado por ancestrais a pedido da divindade Nhanderu, já havia sido reconhecido como Patrimônio Cultural do Mercosul.

Exposição em Porto Alegre

A exposição "7 Povos: Retratos de um Território" está aberta nas ruínas da Igreja de São Miguel Arcanjo, em São Miguel das Missões, e no Memorial do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. Ela apresenta fotos, vídeo-documentários, painéis, mapas interativos, documentos antigos, conteúdo de arte-educação, entre outras peças.

Com a curadoria de Cláudia Ardións e projeto expográfico de Suzane Queiroz, "7 Povos" desbrava o território missioneiro por meio de sua geografia, história e vida sociopolítica e cultural. Ela conta, ainda, a narrativa da ocupação da região, com mapas antigos e do momento atual, como ela se formou e no que se tornou.

Em 2020, a exposição deve passar pelo Rio de Janeiro e por Montevidéu, no Uruguai. A mostra é fruto de um projeto de cooperação internacional entre Iphan, Unesco e Ministério das Relações Exteriores, por meio da Agência Brasileira de Cooperação (ABC).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.