RD Online
ZANY DECORAÇÕES
Marina Móveis Redentora
Gugui Confecções
UNOPAR VESTIBULAR
Nacional Gás Redentora
Marcos Higienização e serviços em geral
METALÚRGICA PORTELA
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
UNOPAR INFE
Anúncio Rádio RD Online
CENTER MÓVEIS REDENTORA
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
JP Celulares Redentora
Via Tec telecom
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Cervejaria da Praça
Macali Brasil
Raynet Telecomunicações
Banner Site
Lavacar e Borracharia do Juarez
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
TELE ENTREGA DE GÁS E BEBIDAS DO JAIRO
OSMAR TERRA

Osmar Terra vai ao Catar receber prêmio por iniciativa inspirada em programa gaúcho

Projeto Criança Feliz atende quase um milhão de famílias em todo o país

19/11/2019 14h37
Por: Gilmar Machado
Fonte: Gaúcha ZH
Ministro da Cidadania chefiava pasta do Desenvolvimento Social no governo Temer, quando o programa foi lançado - Mateus Bruxel / Agencia RBS
Ministro da Cidadania chefiava pasta do Desenvolvimento Social no governo Temer, quando o programa foi lançado - Mateus Bruxel / Agencia RBS

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, receberá nesta quarta-feira (20), em Doha, no Catar, o prêmio internacional de educação conferido ao Criança Feliz, um programa do governo federal dedicado ao desenvolvimento das crianças. Criada em 2016, a iniciativa repete a nível federal a estratégia bem-sucedida do programa Primeira Infância Melhor (PIM), que surgiu em 2003 no Rio Grande do Sul.

Em setembro, o Criança Feliz foi selecionado entre as 15 iniciativas mais inovadoras do mundo pela Cúpula Mundial de Inovação para a Educação, concorrendo com mais de 480 projetos de diversos países. Além da cerimônia de entrega do prêmio Wise Awards, o ministro e a secretária Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano, Ely Harasawa, participarão de visitas e debates sobre educação.

Terra era secretário estadual da Saúde de Germano Rigotto quando o PIM foi criado e foi ministro do Desenvolvimento Social no lançamento do Criança Feliz, durante o governo de Michel Temer. 

As premissas dos dois projetos são as mesmas: visitas periódicas de técnicos com o objetivo de fortalecer os vínculos familiares, promover o desenvolvimento biológico, psicológico e social e garantir o acesso das crianças e gestantes às redes de saúde e assistência social.

— O programa hoje passou de 200 mil famílias no governo passado para perto de um milhão de famílias em pouco mais de 10 meses do governo Bolsonaro. Com o apoio da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, nós conseguimos fazer o programa realmente adquirir uma escala gigantesca que é a maior do mundo hoje, em termos de visita domiciliar — destaca o ministro

O Criança Feliz atende gestantes e crianças de até três anos do Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal, e de até seis anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.