RD Online
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Gráfica Modelo
Via Tec telecom
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
TELE ENTREGA DE GÁS E BEBIDAS DO JAIRO
UNOPAR INFE
JP Celulares Redentora
Anúncio Rádio RD Online
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
Cervejaria da Praça
Raynet Telecomunicações
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
METALÚRGICA PORTELA
Banner Site
Nacional Gás Redentora
Macali Brasil
Gugui Confecções
Móveis Rústicos do Nego Claudio
UNOPAR VESTIBULAR
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
CENTER MÓVEIS REDENTORA
Marina Móveis Redentora
BAILE BENEFICENTE - HOSPITAL SANTO ANTÔNIO

Jovem de 20 anos morre após ser atingido com golpes de facão e vizinho confessa o crime

05/12/2019 09h43
Por: Josoel Silvestre
Fonte: Gaúcha ZH
Crime aconteceu no último sábado e morte foi confirmada hoje. (Créditos: divulgação/arquivo pessoal)
Crime aconteceu no último sábado e morte foi confirmada hoje. (Créditos: divulgação/arquivo pessoal)

O jovem Felipe Ayres Batista Borges, 20 anos, teve morte confirmada pelo Hospital de Viamão na tarde desta quarta-feira (4). Ele estava internado deste o último sábado, quando um vizinho desferiu diversos golpes de facão em frente a casa de uma familiar, na Rua Mangueira, no bairro Martinica, em Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

 

De acordo com a polícia, o vizinho teria ido até a casa onde ocorria uma festa de aniversário da tia da vítima. Ao sair pra rua, a pedido do criminoso, Felipe foi surpreendido, derrubado e atingido várias vezes na cabeça, nos braços e nas pernas. Após o crime, o assassino fugiu do local.

Relatos apontam que os dois se conheciam, mas não teriam desavenças. O vizinho que cometeu o crime se apresentou na Delegacia de Polícia e confessou o crime. Em depoimento, o homem teria dito que o crime foi motivado por um suposto envolvimento de Felipe com a sua companheira.

A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado até o Hospital de Viamão, onde estava internado até a confirmação do óbito nesta quarta-feira. Ele não resistiu aos ferimentos e teve morte cerebral. A família, segundo o hospital, autorizou a doação de órgãos de Felipe.

O jovem era solteiro e estaria morando no Rio de Janeiro há cerca de dois meses, onde trabalhava para uma empresa de instalações de redes de fibra óptica. Ele teria retornado ao Estado há duas semanas para assistir ao velório de um tio. Felipe teria pegado conjuntivite nesse período e a empresa pediu para ele ficar mais 10 dias para se recuperar. Ele iria embora para São Paulo na segunda-feira (2), mas foi vítima do crime nesse meio tempo.

De acordo com a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Viamão, até o momento apenas o assassino confesso prestou depoimento. Nos próximos dias devem ser ouvidos familiares da vítima para, então, ser pedida a prisão preventiva do autor, que foi liberado após se apresentar.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.