RD Online

WhatsApp

55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413

Raynet Telecomunicações
TELE ENTREGA DE GÁS E BEBIDAS DO JAIRO
Gugui Confecções
Gráfica Modelo
Anúncio Rádio RD Online
Cervejaria da Praça
CONVITE RODEIO BRAGA
UNOPAR INFE
METALÚRGICA PORTELA
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
Agenda Comércio de Bebidas Vigne e Oliveira
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Banner Site
JP Celulares Redentora
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
Macali Brasil
Via Tec telecom
ZANY DECORAÇÕES
BAILE BENEFICENTE - HOSPITAL SANTO ANTÔNIO
Móveis Rústicos do Nego Claudio
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Marina Móveis Redentora
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
UNOPAR VESTIBULAR
CENTER MÓVEIS REDENTORA
Nacional Gás Redentora

Famurs entrega lista de pedidos dos produtores atingidos pela seca ao governo do RS

Prorrogar dívidas dos agricultores é uma das principais solicitações. Seca atinge o estado desde o início do ano. Número de cidades com decreto de emergência chega a 32

14/01/2020 08h23
Por: Josoel Silvestre
Fonte: G1 RS
Foto: Divulgação/Agência RBS
Foto: Divulgação/Agência RBS

A Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) entregou uma lista das necessidades do setor agrícola em função da seca para o governo do estado nesta segunda-feira (13). Conforme a Defesa Civil, o número de cidades com situação de emergência decretada chegou a 32.

Entre os pedidos, estão:

*a prorrogação das dívidas com o crédito rural e das parcelas de todos os contratos de investimentos;

*a criação de linhas de crédito para que cooperativas, empresas e fornecedores possam repactuar as dívidas dos produtores rurais;

*o desenvolvimento de uma linha emergencial de crédito de até R$ 20 mil, sem juros, para os produtores.

Outra grande preocupação é com os agricultores de subsistência, que perderam para a estiagem os alimentos que sustentam a família.

Para atender a essas pessoas, o pedido é que o governo crie um programa de assistência social, como explica o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag).

"Precisa ter um recurso de subsistência para esse agricultor. Para ele se manter até conseguir se restabilizar novamente", afirma Carlos Joel da Silva.

Sobre os pedidos da lista, a Famurs promete acompanhar de perto o encaminhamento junto ao Executivo.

"Importante disso tudo é conseguir renegociar as dívidas, é conseguir eventuais benefícios, conseguir fazer com que a Secretaria de Desenvolvimento Social e o Ministério da Cidadania se envolvam nisso, e que o Ministério da Agricultura consiga nos dar o retorno do que a gente espera", afirma a vice-presidente da Famurs, Fábia Richter.

O secretário-adjunto da Agricultura, Luis Fernando Rodrigues Junior, salienta que os pedidos devem ser enviados na terça-feira (14) a Brasília, que é quando o governador Eduardo Leite (PSDB) volta de viagem.

"Nós esperamos que essa efetivação das providências do ministério ocorram nessa próxima semana", afirma o secretário.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.