Rádio 7 Online
Boatos falsos

Líder de caminhoneiros rejeita áudios que citam nova greve na segunda

José da Fonseca Lopes, da Associação Brasileira de Caminhoneiros (Abcam), diz que pauta da categoria foi atendida e que não se sabe quais são os "verdadeiros interesses" de quem espalha áudios falando sobre novos protestos

02/06/2018 09h57
Por: Gilmar Machado
Fonte: Gaúcha ZH
BR-285, na região noroeste do Rio Grande do Sul, foi um dos principais focos de manifestações no Estado (Félix Zucco / Agencia RBS)
BR-285, na região noroeste do Rio Grande do Sul, foi um dos principais focos de manifestações no Estado (Félix Zucco / Agencia RBS)
Áudios que circulam no WhatsApp citando a hipótese de retomada de protestos nas estradas do país na próxima segunda-feira (4) levaram o presidente da Associação Brasileira de Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, um dos responsáveis por deflagrar a greve que durou 11 dias, a se manifestar para repudiar e negar os boatos de nova paralisação. 

 


"Estão correndo muitas mensagens de alarme sobre um novo movimento de caminhoneiros para segunda-feira, dia 4. Na verdade, não sei a fundo o que estão pleiteando, mas, de qualquer forma, chamo atenção dos caminhoneiros de bem para que não se envolvam em manifestações que possam por em risco o que já conseguimos nesta última negociação com o governo. É importante lembrar que já tivemos o apoio da população do bem e de vocês, caminhoneiros do bem em nossas conquistas. O governo cumpriu a parte dele. Pessoal, o movimento acabou. Nossas reivindicações já foram atendidas", diz Fonseca, em gravação identificada e distribuída nesta sexta-feira (1º), com duração de 1 minuto e 58 segundos.

 


Ele ainda destaca que os governos federal e estaduais, além de instituições de segurança, não irão "desmobilizar para justamente proteger o Estado democrático de direito no caso de uma manifestação que pode se revelar violenta". 

 


Ele finaliza pedindo que motoristas não participem de um eventual protesto em que os seus convocadores e as suas pautas são desconhecidas. 

 


"Peço bom senso, discernimento e que não participem de nenhum movimento, pois não sabemos quem organiza e quais são os verdadeiros interesses", diz Fonseca.

 


No Rio Grande do Sul, o coordenador do gabinete de crise do governo estadual e comandante da Defesa Civil, coronel Alexandre Martins, afirmou que o objetivo das mensagens é causar intranquilidade. 

 


— O Estado está organizado e estruturado. Retomamos o abastecimento. Não existe a possibilidade de voltar um movimento como aquele. Estamos fazendo monitoramento permanente. Se cinco caminhões se juntarem, nós vamos dispersar. As forças públicas no Brasil todo estão atentas — assegurou o coronel.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Redentora - RS
Atualizado às 16h08
20°
Tempo aberto Máxima: 20° - Mínima: 11°
20°

Sensação

5.6 km/h

Vento

66.4%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anúncio
Agroredenção
MATEADA REDENTORA 26º EDIÇÃO
anún.RD
Esporte Clube São Luiz Redentora
Quadrado 1
CERVEJARIA DA PRAÇA
ESTÚDIO ESPAÇO FITNESS - CORONEL BICACO
Municípios
Wyllian Silvestre da Luz
TONHO JARDINAGEM
Mecânica Girassol
CS CLIMATIZAÇÃO
Últimas notícias
C-TEC Eletrônicos e Informática
Joalheria e Floricultura Pereira
Funerária São Lucas
Anúncio AQUI
Mais lidas
Mecânica Girassol
Anuncio ARDF
Esporte Clube São Luiz Redentora
CERVEJARIA DA PRAÇA
QUADRADO 5
CS CLIMATIZAÇÃO
RD AQUI